FCK do Concreto: o que é, as classificações e como calcular

O concreto é uma das substâncias mais amplamente utilizadas na construção civil, desempenhando um papel crucial na criação de estruturas duráveis e robustas. 

Entre as várias propriedades do concreto, o FCK (Feature Compression Know, ou em português, Resistência Característica do Concreto à Compressão) é uma medida fundamental que os engenheiros civis e arquitetos consideram durante o processo de design e construção.

Neste artigo, você entende o que é FCK do concreto, sua importância e como ela influencia a integridade estrutural das edificações. Saiba mais!

Entenda mais sobre:

O que é FCK Concreto?

O FCK do concreto é uma medida que representa a capacidade média do concreto de suportar cargas de compressão. Essa propriedade é avaliada através de testes em corpos de prova de concreto, realizados geralmente 28 dias após a mistura e o processo de cura. 

A unidade de medida comum para esse processo é o megapascal (MPa) ou pounds per square inch (psi), refletindo a força necessária para comprimir o concreto até a sua falha.

Trata-se de um elemento essencial para garantir a segurança e durabilidade das estruturas de concreto. Seu entendimento e aplicação adequada são fundamentais para o sucesso de projetos na construção civil, uma vez que, ao especificar a FCK correta, os engenheiros contribuem para a criação de edifícios sólidos e confiáveis, contribuindo para o desenvolvimento sustentável e seguro das infraestruturas realizadas.

FCK do Concreto: o que é, as classificações e como calcular

Quais as vantagens e desvantagens?

Um fck adequado assegura que a estrutura seja capaz de suportar cargas compressivas dentro de limites seguros, garantindo a integridade e estabilidade da construção.

Outro ponto importante é que a resistência à compressão é diretamente proporcional à capacidade de carga da estrutura. Ou seja, um concreto mais resistente permite que a construção suporte cargas mais elevadas, resultando em estruturas mais robustas e versáteis.

Além disso, o FCK do concreto influencia na durabilidade do concreto, controle de deformidades, economia de materiais e na facilitação da comunicação entre engenheiros, arquitetos e construtores que garante níveis consistentes de qualidade a partir da sua padronização em normas e códigos de construção.

Por outro lado, a obtenção de concretos com resistências mais elevadas pode envolver custos adicionais, seja devido ao uso de materiais mais sofisticados ou a processos de produção mais cuidadosos.

Da mesma forma, concretos de alta resistência podem resultar em estruturas mais pesadas devido à maior densidade, exigir técnicas específicas, afetar a capacidade da estrutura de se deformar ou flexionar em resposta a certas cargas e, em alguns casos, ser mais propensos à fragilidade em comparação com concretos mais convencionais.

Tipos de FCK do concreto

No contexto de normas e especificações, os tipos de fck geralmente são representados por classes de resistência à compressão. No Brasil, por exemplo, a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) estabelece classes de resistência do concreto, designadas por letras e números.

Confira alguns tipos comuns de fck do concreto:

Concreto de Baixa Resistência (fck < 20 MPa):

Utilizado em aplicações onde a resistência estrutural não é um fator crítico, como em elementos não estruturais.

Concreto de Resistência Moderada (20 MPa ≤ fck < 40 MPa):

Aplicado em estruturas onde são necessárias resistência e durabilidade moderadas, como em lajes e fundações.

Concreto de Alta Resistência (40 MPa ≤ fck < 80 MPa):

Empregado em estruturas que exigem alta resistência, como em pilares e vigas de edifícios de vários andares.

Concreto de Ultra-Alta Resistência (fck ≥ 80 MPa):

Utilizado em aplicações especiais que exigem uma resistência excepcional, como em algumas estruturas pré-fabricadas e projetos de engenharia avançados.

É importante observar que esses valores são apenas exemplos e podem variar de acordo com as normas de cada país ou região. Além disso, a resistência característica do concreto pode ser especificada para diferentes idades, sendo comum utilizar o valor aos 28 dias como referência.

Outro ponto importante é que, antes de qualquer projeto, é crucial consultar as normas locais ou regionais para garantir que a seleção da classe de resistência do concreto seja apropriada para as condições específicas da obra.

Como calcular o FCK do concreto ideal para uma determinada aplicação?

O cálculo do FCK (Resistência Característica à Compressão do Concreto) ideal para uma determinada aplicação é uma etapa crucial no projeto de estruturas de concreto. 

O processo envolve considerar diversos fatores, como a carga a ser suportada, as condições ambientais, a durabilidade desejada e as características específicas do material disponível.

Geralmente, estas são as etapas do cálculo:

  1. Determine os requisitos de resistência

    Avalie as especificações do projeto e identifique os requisitos mínimos de resistência à compressão para a estrutura em questão. 

  2. Analise as condições ambientais

    Considere as condições ambientais às quais o concreto estará exposto, como a presença de agentes agressivos (como sulfatos ou cloretos) e a exposição a ambientes marinhos ou industriais.

  3. Indique a categoria do ambiente

    Classifique o ambiente em categorias de exposição conforme as normas disponíveis. Isso ajudará a determinar os requisitos adicionais de durabilidade para o concreto, os quais podem influenciar a escolha do FCK.

  4. Considere as condições de cura

    A cura adequada do concreto é fundamental para atingir sua resistência final. Por isso, considere as condições específicas de cura disponíveis no local da construção ao escolher o FCK.

  5. Avalie a exigência de deformação

    Dependendo da aplicação, pode haver limitações na deformação permitida. Logo, em estruturas que exigem maior flexibilidade, pode ser necessário ajustar o FCK para atender a essas necessidades.

  6. Realize uma análise econômica

    Considere o custo dos materiais e do processo de produção. Isso é essencial pois, em alguns casos, pode ser economicamente viável usar concretos de maior resistência, enquanto em outros casos, a escolha pode ser orientada por restrições orçamentárias.

    Lembre-se de que o FCK escolhido deve atender aos requisitos de segurança e durabilidade da estrutura, levando em consideração os fatores específicos do projeto. 

Como a TOPCON ajuda no FCK do concreto

Com a TOPCON, você tem acesso a uma tecnologia na palma da mão que possibilita a otimização e a praticidade em várias fases do ciclo de vida do concreto. São definidos os insumos, custos, traços de concreto e argamassa, agrupados em família ou grupos, dentre outras funcionalidades.

Dessa forma, o controle, a gestão e o alinhamento de todos os processos na produção do concreto possuem muito mais confiabilidade e eficiência, garantindo assim melhores resultados para a sua construção.

TopconTECH traz mais agilidade no controle e gestão dos traços de concreto, desenvolvida especificamente para o segmento. São definidos os insumos, custos, traços de concreto e argamassa, agrupados em família ou grupos.

Além disso, possibilita a criação de famílias de traços agrupados por central, produto, britas e slump, dentre outros. Inserindo dados técnicos para geração de traços de forma automática ou manual. O controle destas famílias também pode ser feita por status, sendo: em experimento, ativa, ativa futura ou inativa.

Outro ponto importante é a facilidade na coleta e agendamento de ruptura de CPs e a emissão de laudos e relatórios de rompimento.

Nossa solução traz praticidade nos fluxos de criação e manutenção dos traços de concreto e argamassa.

O TopconTECH é completo e traz a segurança necessária para quem não abre mão de agregar tecnologia à concreteira, tudo isso na internet, sem a necessidade de instalação local.

Não deixe de agregar tecnologia a sua concreteira a partir de uma solução rápida, prática e sem a necessidade de instalação! Agende uma conversa com um de nossos especialistas e conheça a TOPCON.

Quer receber nossos
conteúdos sobre
gestão em seu e-mail?

Assine a newsletter para
receber
nossas novidades.